Quarta-feira, 20 de Junho de 2007

O DIA DEPOIS DE HOJE


(Pedro Abrunhosa | Pedro Abrunhosa)

Sem sabermos,
A cidade parou,
Uma noite,
Que afinal não chegou.
E tu como um livro,
No branco das páginas
E eu a ler-te nas lágrimas,
Que a manhã acordou.
Sem sabermos,
Inventámos a dor.

A vida é um jogo,
Um instante infinito
Um quarto de fogo,
A esconder cada grito.

Sem saber,
Abracei-te demais,
Uma porta fechada,
Os teus passos na escada
A fazerem sinais.

A vida é um jogo,
Um instante infinito.
Um quarto de fogo,
A esconder cada grito.
E Antes do fim,
Antes de ti.

Amanhã, parto contigo.
Amanhã, foge comigo.
Amanhã, longe daqui.
Amanhã, leva-me em ti.

Sem saberes,
Escrevemos as ruas,
Uma sombra,
Desfazendo-se em duas.
E tu como um filme,
Na vertigem da morte
Eu aqui nesta sorte

A mão a um passo da pele.
Sem saberes,
Inventaste-me o céu.

A vida é um jogo,
Um instante infinito.
Um quarto de fogo,
A esconder cada grito
Antes do fim,
Antes de ti.

Amanhã, parto contigo.
Amanhã, foge comigo.
Amanhã, longe daqui.
Amanhã, leva-me em ti.undefined
tags: , , , ,

Publicado por Universal Music Portugal às 00:00
Link do post | Comentar | Ver comentários (3)

Arquivos

Fevereiro 2010

Setembro 2009

Agosto 2009

Maio 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

tags

todas as tags

SAPO Blogs

subscrever feeds